Estágio Teen no Mercy Philadelphia Hospital: não tem como não amar esse lugar!

Eu não estou acreditando que só faz uma semana que eu estou aqui. Eu já fiz tanta coisa, conheci tanta gente, aprendi tanto que não parece que a 5 dias atrás eu estava sentada num avião olhando pra janela e imaginando como seria tudo por aqui.

Logo de cara já tive impacto cultural,  pois estava esperando um portão de saída onde encontraria a pessoa que iria me buscar. Ao chegar na esteira de bagagem, vi que não tinha portão nenhum e eu não tinha ideia de onde encontrá-lo, já estava quase surtando quando vi um homem com uma plaquinha com meu nome descendo as escadas. Nunca me senti tão feliz por ver um desconhecido.

Fiquei babando na cidade pela janela do carro e mal podia esperar para conhecer minha roommate, mas quando cheguei, descobri que ela ainda não estava aqui, aliás, eu era uma das primeiras a chegar.

No dia seguinte eu acordei apavorada, finalmente tinha caido a ficha que eu estava num país desconhecido onde ninguém sabia a minha língua e meu nome, mas eu mantive a calma e sai para uma caminhada onde conheci pessoas de outros programas (já que as do meu programa só chegariam mais tarde naquele dia).

hospital

Quando todo mundo chegou, saimos para jantar e depois tiveram algumas brincadeiras para quebrar o gelo, já que ninguém aqui se conhecia e tivemos uma reunião onde explicaram mais sobre os programas e as regras. Na segunda-feira tivemos mais uma apresentação do programa, mas dessa vez com o Julian, fundador da empresa. Na parte da tarde fomos para os nossos trabalhos, conhecer e saber nossas funções. O Mercy Philadelphia Hospital é um dos lugares mais legais que eu já estive, todo mundo é super simpático e estão sempre dispostos a nos ensinar e tirar nossas dúvidas. Nunca gostei tanto de acordar cedo para ir num lugar. Normalmente temos atividades de noite, como cinema, shopping e boliche e mais tarde uma reunião. Todo mundo é tão legal e é tudo lindo e diferente, não tem como não amar esse lugar.

>> Confira a Segunda parte do depoimento

>> Confira a Parte final do depoimento

 

Compartilhe:
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *