Tire o seu sonho de fazer intercâmbio do papel agora

Muita gente que quer fazer intercâmbio fica em dúvida de como deve prosseguir para começar a tirar o sonho do papel. Para concretizar este desejo, é preciso se planejar direitinho para que a viagem seja feita com tranquilidade e se possa tirar o melhor aproveitamento da experiência. Por isso, a BIL conta para você quais os primeiros passos para planejar seu intercâmbio.

A primeira etapa é traçar seu perfil para que se escolha um pacote de intercâmbio mais adequado para seus desejos e possibilidades. Os consultores especializados da BIL podem ajudar você com isso. Informações como a idade, quanto tempo deseja-se passar no exterior e a agenda disponível para o curso são fatores que influenciam na escolha do melhor programa: High School, cursos no exterior ou programas que combinem aprendizagem e turismo.

Depois, escolhe-se o destino, conforme idioma que deseja aprender e local que se deseja conhecer. Cada país tem suas particularidades e suas características culturais, sociais e econômicas. Isso também deve ser levado em conta.

Após a escolha do melhor programa, o estudante preenche uma ficha de inscrição e faz a contratação de um seguro, que irá cobrir possíveis gastos médicos, em caso de extravio de bagagem, etc.

Para intercambiários que vão ficar alocados em casas de família, também preenche-se o homestay form, um formulário que indica algumas preferências do estudante em relação à família; como, por exemplo, se prefere uma família vegetariana ou que possua animais de estimação.

O prazo ideal para programar um intercâmbio é de seis a doze meses – assim dá tempo de se planejar não só financeiramente, mas também com os processos de passaporte e visto; além de conhecer ao máximo as informações sobre o país que se escolheu como destino. Afinal, quanto mais se sabe, melhor será a experiência.

High School
No caso do estudante que vai para fazer o ensino médio no exterior, o acompanhamento é mais cuidadoso: primeiro, ele passa por um slep test, que é um teste para avaliar o nível de conhecimento do idioma.

Depois, ele preenche um application – uma espécie de dossiê com informações gerais, médicas, seus traços de personalidade, seus objetivos, suas expectativas em relação à família e à escola, qual profissão pretende seguir, entre outros. Essa documentação é encaminhada para a escola no exterior e também serve para a colocação do jovem em uma família que deverá hospedá-lo.

Assim que recebe a resposta (se foi aceito ou não no programa), ele recebe um manual de High School, que contempla as mais diversas informações sobre o “antes” e “durante” o intercâmbio, tais como passaporte, visto, passagens aéreas, bagagens, controle financeiro, responsabilidades do estudante, embarque, vida escolar e etc.

A BIL leva você: www.bil.com.br

Compartilhe:
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *