Passo a passo completo: saiba como fazer um intercâmbio

Tempo de Leitura: 7 minutos

Não é por acaso que fazer um intercâmbio é o sonho de tantas pessoas. Afinal, quem não quer viajar, conhecer pessoas do mundo inteiro e melhorar o seu segundo idioma? No entanto, também é comum que as pessoas fiquem com várias dúvidas sobre como fazer um intercâmbio, qual é o melhor destino, quais documentos são necessários, quanto custa etc.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo com um passo a passo completo para que você entenda como é possível fazer um intercâmbio e aproveitar ao máximo essa experiência incrível. Vamos lá? Boa leitura!

Dicas para a escolha do destino

Um dos primeiros passos para realizar um intercâmbio é pesquisar para definir qual será o destino. Essa é uma escolha importante que deve ser tomada considerando diversos fatores. Sendo assim, saiba o que merece sua atenção nesse momento!

1. Idioma

Qual idioma você pretende aprender ou aperfeiçoar? Após responder essa questão, é preciso selecionar os países que tem o idioma escolhido como língua nativa. Existem cursos de inglês, por exemplo, em todos os países do mundo, mas tudo fica muito mais fácil e interessante quando é necessário utilizar o idioma no dia a dia.

Nessas circunstâncias, vai ser preciso utilizá-lo para pegar o transporte público, entender o noticiário local, fazer compras e isso faz com que o aprendizado seja mais intenso.

2. Clima e cultura do país

Você quer viver em um lugar de frio intenso ou prefere um local com o clima mais parecido com o Brasil? Essa característica é especialmente importante para quem deseja praticar esportes ou gostaria de ir à praia nos momentos de lazer, por exemplo.

Além disso, é válido analisar como é a cultura do país e se você está preparado para conhecê-la de perto, com a mente aberta e muito respeito. Para isso, é essencial pesquisar sobre a comida, os hábitos, a receptividade das pessoas etc.

3. Custo de vida local

Apesar de não ser o único critério que precisa ser observado, como muitos pensam, a questão financeira não pode ser deixada de lado. O custo de vida pode mudar até de uma cidade para outra dentro do mesmo país. Portanto, antes de escolher, é importante pesquisar sobre esses aspectos para optar por um destino que caiba dentro do seu bolso.

Além de evitar dívidas, essa medida é importante para que você consiga aproveitar ao máximo o que o local tem a oferecer — realizando passeios e experimentando comidas tipicas. Vale lembrar que, conseguir bolsa de estudos é uma ótima forma de ter apoio financeiro para realizar o intercâmbio de forma mais tranquila.

4. Estilo de vida

Cada lugar do mundo tem as suas características e estilo de vida — os hábitos, as atividades de lazer e os comportamentos no dia a dia. Fazer um intercâmbio na Austrália é diferente de optar pela Irlanda. Também é relevante observar que isso pode mudar de uma região do país para a outra. A adaptação fica mais fácil quando o país e a cidade de intercâmbio tem o estilo de vida mais parecido com o seu.

Principais tipos de intercâmbio

Para aproveitar ao máximo a experiência, é preciso escolher o tipo de intercâmbio mais adequado para atender as suas expectativas e possibilidades. Confira, a seguir, quais são os principais tipos de intercâmbio e as suas características!

1. Intercâmbio acadêmico

O intercâmbio acadêmico é voltado para quem deseja fazer cursos de idiomas, cursos preparatórios para exames, entre outros estudos específicos para profissionais. O programa é indicado para pessoas que querem aperfeiçoar um idioma, aperfeiçoar e atualizar técnicas de suas profissões, fazer networking etc.

Ter proficiência em um idioma é obrigatório para se candidatar em muitas vagas de emprego, e já foi comprovado que pessoas que fazem intercâmbio costumam ter mais sucesso em sua carreira acadêmica e profissional.

2. Intercâmbio de férias

Como o nome indica, o intercâmbio de férias é uma oportunidade para que jovens consigam ter a experiência de um curso de idiomas no exterior, no período de férias escolares. Muitas pessoas acreditam que existe idade para fazer intercâmbio, mas a verdade é que elas estão enganadas e o programa de curta duração é uma ótima alternativa para pessoas menores de idade.

O intercâmbio contribui para o desenvolvimento pessoal e amadurecimento do adolescente, que vai ter a chance de conhecer pessoas de outras culturas, organizar a sua rotina de estudos, fazer amigos, praticar esportes. Também faz parte da vivência, a realização de um curso de nível básico, médio ou avançado para aprimoramento de uma segunda língua.

Além disso, não podemos esquecer das visitas às atrações locais — que certamente vão ficar na memória do estudante para sempre. Essa é uma alternativa interessante para quem quer ser intercambista, mas não pode alterar a rotina de estudo em seu país de origem — já que tem duração de duas a quatro semanas.

3. Intercâmbio de trabalho e estudo

Alguns países, como a Nova Zelândia, Austrália, Irlanda e o Canadá, permitem que o intercambista, além de estudar, também trabalhe no local. Essa é uma excelente opção para quem deseja ter essa experiência, mas não tem dinheiro suficiente para viver no exterior pelo período escolhido, ou mesmo para quem quer juntar dinheiro para recuperar o que foi investido na viagem.

Para isso, é necessário obter um visto de estudo e trabalho e ter mais de 18 anos. Veja os tipos mais comuns de serviço que é possível realizar durante o intercâmbio:

  • babá;
  • barista;
  • garçonete;
  • ajudante de cozinha.

4. Intercâmbio High School

O High School é um programa de intercâmbio para pessoas interessadas em estudar um período do ensino médio no exterior. Vivenciar a rotina escolar em outro país é uma ótima forma de melhorar o autoconhecimento e o desenvolvimento pessoal.

Nessa experiência, os adolescentes podem optar por ficar hospedados na casa de uma família local ou escolher estudar em um boarding school (colégio interno). Ambas as opções são ótimas para conhecer a cultura do país e praticar o idioma. Trata-se de uma oportunidade única de ampliar conhecimentos, ampliar o universo cultural, amadurecer e se preparar para os desafios da vida adulta.

Além do mais, o tempo estudado no exterior tem validade no Brasil, ou seja, o aluno não vai ficar atrasado quando voltar. Para isso, antes de fazer a matrícula na escola do intercâmbio, basta checar com a escola brasileira quais são as disciplinas obrigatórias para que o histórico escolar seja validado.

Documentos necessários para realizar um intercâmbio

Depois de escolher o destino, é interessante começar a preparar a documentação para evitar dor de cabeça. Os itens podem variar um pouco de acordo com o perfil e o tipo de intercâmbio escolhido, mas veja uma lista dos principais documentos necessários!

Passaporte

Você tem passaporte? Ele está com a validade em dia? Se o objetivo é viajar para países que não são do Mercosul, a apresentação do passaporte é obrigatória. Além disso, é importante verificar a regra do destino — já que alguns países exigem que o documento vença em no mínimo 6 meses após o final da viagem.

Visto

As regras em relação ao visto também mudam de acordo com o destino e o tipo de viagem que será realizada. É essencial entrar no site da embaixada do país para compreender quais são as exigências e se preparar parar emitir o documento.

Geralmente, veja quais documentos que são solicitados nesse momento:

  • passaporte;
  • comprovante de residência;
  • documentos de identificação pessoal (RG e CPF);
  • no caso de menores de 18 anos, os documentos pessoais dos responsáveis;
  • documentos que provem fundos financeiros para realizar a viagem.

Passagem

Atualmente, não é preciso imprimir a passagem para conseguir embarcar. No entanto, é importante levar a cópia impressa da passagem de ida e volta. Os documentos podem ser solicitados pela imigração para provar que se trata de uma viagem temporária.

Seguro saúde

Não contratar um seguro de saúde pode ser motivo para não ser aceito pela imigração ou pela escola escolhida. Além disso, a medida é fundamental para garantir a sua segurança — tratamentos simples de saúde podem ser extremamente caros no exterior.

A cobertura mínima exigida pelo país também precisa ser verificada. A comprovação deve ser realizada com a carteirinha e a apólice do seguro. Também é importante destacar que o seguro de saúde internacional é obrigatório para a emissão do visto para alguns destinos, como é o caso de países europeus.

Carta de acomodação

É necessário comprovar que você tem um lugar para ficar durante a sua estadia no país. Se você vai realizar o intercâmbio com o auxílio de uma agência especializada, a empresa é responsável por fornecer o documento.

Nessa carta, vão ser descritos, entre outros detalhes, o endereço do local, data de entrada e saída, dados da pessoa responsável pela coordenação do hostel ou residência estudantil. Se optar por uma hospedagem na casa de um amigo ou familiar, é preciso levar uma carta convite devidamente assinada, com os dados dos responsáveis e informações para contato.

Autorização de viagem

Para pessoas menores de 18 anos, ainda é preciso ter uma autorização de viagem para sair do país legalmente. O documento precisa ser assinados e reconhecido em cartório por ambos os pais. Alguns passaportes, já tem um campo com essa autorização, mas é interessante imprimir o documento para evitar problemas com os oficiais de imigração de outros países.

Cuidados ao escolher uma agência de intercâmbio

Como você já deve ter notado, são muitas decisões e atitudes que precisam ser tomadas para estudar no exterior. Escolher uma boa agência de intercâmbio é muito relevante para tornar essa experiência mais tranquila e segura. Confira algumas dicas de como identificar uma empresa, que realmente ajudarão nesse momento e evitarão problemas!

Busque referências

Como em qualquer outro serviço, a opinião de antigos clientes é essencial para compreender como é a qualidade do trabalho oferecido pela agência. Indicações de amigos e familiares, por exemplo, são bem-vindas e podem ajudar muito no processo de pesquisa. Caso você não conheça ninguém que já tenha feito um intercâmbio, a internet é uma grande aliada para encontrar e comparar as opções.

Opte por empresas especializadas

Agências de turismo e escolas de idioma, são exemplos de empresas que costumam oferecer programas de intercâmbio. Entretanto, é válido dar preferência para agências especializadas em intercâmbio, que vai conseguir oferecer mais recursos e especialistas voltados para essa demanda.

Além disso, observe se a empresa já está há muito tempo no mercado e se é reconhecida por conta disso. A experiência pode fazer com que ela consiga resolver problemas de viagem com mais facilidade.

Desconfie de preços baixos demais

É preciso ter cuidado para o que parece ser uma ótima oportunidade de economizar, não se torne uma tremenda dor de cabeça. O barato pode sair muito caro! Isso não significa que é necessário pagar caro para ter um serviço de qualidade, mas é fundamental desconfiar se o preço for baixo demais.

No entanto, pode significar que o curso ou a hospedagem podem deixar a desejar, por exemplo. Avalie o custo-benefício das suas alternativas!

Analise o atendimento

Um atendimento de qualidade é imprescindível para que a agência consiga tirar as suas dúvidas e orientar todas as etapas dessa experiência da melhor forma possível. Com auxílio profissional, vai ser muito mais tranquilo definir o programa, o destino, o tipo de hospedagem, organizar a documentação.

No entanto, para que isso aconteça, é necessário que a empresa ofereça um excelente atendimento. Desde o primeiro contato, verifique se a empresa retorna as respostas de forma ágil, sincera e objetiva, além de quais canais de comunicação são disponibilizados. Também questione sobre como vai ser o atendimento após o embarque, quais vão ser as formas de apoio e como elas vão ser oferecidas.

Existem inúmeras vantagens em fazer um intercâmbio e com certeza vale a pena passar por todos esse passo para ter uma experiência incrível. É natural ter medo ou nervosismo quando está prestes a realizar algo que vai impactar todos os aspectos da sua vida. No entanto, sair da zona de conforto é algo imprescindível para evoluir como pessoa, estudante e profissional. Esperamos que este conteúdo tenha ajudado você a entender como fazer um intercâmbio.

Precisa de ajuda profissional para realizar esse sonho? Entre em contato com a BIL Intercâmbios, somos especialistas no assunto e vamos fazer a sua viagem ser um sucesso!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado

Comece a escrever e aperte enter para buscar