5 dicas essenciais para conseguir bolsa de estudos no exterior

Tempo de Leitura: 5 minutos

Estudar fora do país é o sonho de muitas pessoas, não é verdade? Realizar um período do Ensino Médio ou da graduação em outra região proporciona um grande aprendizado, não só em termos acadêmicos, como de crescimento pessoal. Uma das melhores formas de realizar esse período de experiências é contando com o apoio de bolsas de estudo no exterior, já que elas auxiliam muitos intercambistas com os seus custos de vida.

Além de fortalecer a sua atuação profissional, uma bolsa de estudos ajuda os alunos a cobrirem suas despesas em outros países e proporciona viagens culturais que aprimorarão cada vez mais o seu currículo e, é claro, sua história de vida. Então, com tantos benefícios, como conseguir esse auxílio financeiro?

Bem, existem muitas formas de conseguir uma bolsa para facilitar o seu intercâmbio, seja no Ensino Médio ou na graduação. Neste artigo, separamos as melhores dicas para você conseguir uma bolsa ou fazer intercâmbios com um baixo custo esse, e realizar um período no exterior com tranquilidade. Acompanhe!

1. Conquiste um bom rendimento acadêmico

Começamos a nossa lista com uma dica tradicional: tenha boas notas. As universidades estrangeiras priorizam alunos capazes de aumentar a sua credibilidade internacional. Isso quer dizer que uma das estratégias de aceite utilizadas pelos coordenadores de intercâmbios é justamente a análise do seu rendimento escolar.

Em razão disso, existe uma grande concorrência entre os alunos — principalmente se a universidade ou escola de destino for mundialmente conhecida — que dificulta o seu destaque entre os demais colegas. Mas, nem tudo está perdido! Existem formas de elevar o seu rendimento que não precisam, necessariamente, de melhores notas.

Um dos principais exemplos são as atividades extracurriculares. Como o próprio nome já explica, são tarefas realizadas fora do ambiente escolar que agregam valor ao seu currículo a fim de chamar a atenção dos líderes das grandes instituições de ensino. Os Estados Unidos, por exemplo, priorizam alunos que realizaram trabalhos voluntários para conceder bolsas de estudo.

Indo um pouco mais além, depois de ser aprovado e ter o seu auxílio de custo constante, é fundamental manter as boas notas e as atividades externas para continuar recebendo esse valor. Afinal, muitas instituições tem o poder de encerrar o contrato antes do prazo final, ocasionando a perda da tão sonhada bolsa.

2. Conheça as vagas disponíveis

Outra atitude fundamental para conquistar excelentes oportunidades é conhecer as vagas que existem ao redor do mundo. Muitas vezes, ficamos presos nas possibilidades que o país de origem oferece, mas não consideramos a existência de diversas bolsas que existem em outras regiões e, com isso, perde-se oportunidades incríveis.

Por exemplo, você sabia que o governo do Canadá oferece bolsas de estudos para alunos brasileiros de graduação? Independentemente da sua área de atuação, o ELAP (Emerging Leaders in the Americas Program) abre as portas para os estudantes do Brasil e outros países americanos e fornece um auxílio de custo de vida, além de cobrir as mensalidades do curso.

Por isso, pesquisar outras possibilidades é muito importante para conhecer quais são as vagas disponíveis e fazer uma boa escolha. E mais: quanto mais oportunidades você tem, maiores são as chances de você conseguir a sua bolsa de estudo no exterior, não é verdade?

Para ajudar você nessa missão, listamos alguns programas oferecidos por outros países a seguir:

  • Fullbright: ideal para quem quer seguir carreira no Estados Unidos;
  • Erasmus Mundus: perfeito para quem busca um intercâmbio acadêmico na Europa;
  • Nuffic Neso Brazil: a melhor alternativa para brasileiros realizarem um período de intercâmbio na Holanda;
  • Campus France e Brafitec: ambos são realizados na França, sendo que o primeiro é aberto para todos os cursos e o segundo é orientado para estudantes de graduações técnicas, como as Engenharias e a Arquitetura;
  • DAAD Scholarship: ideal para quem quer conhecer a Alemanha;
  • New Zeland Aid Program: a opção perfeita para aqueles que buscam experiências na Nova Zelândia.

Vale lembrar que a concorrência de cada programa varia de acordo com o número de estudantes interessados. Afinal, eles são mundialmente conhecidos e recebem inscrições de diversos países. Por isso, ter um bom rendimento acadêmico e um currículo de excelência faz toda a diferença para conseguir boas vagas.

Para finalizar, precisamos compartilhar com você uma dica muito eficiente: ficar de olho nos prazos. Como existem diversos portais de pesquisa e diferentes tipos de bolsas de estudo no exterior, é fundamental acompanhar as datas de inscrição e os documentos necessários a fim de não perder nenhum momento importante, combinado?

3. Planeje-se financeiramente

Quando falamos em bolsas de estudos, é comum acreditar que elas oferecerão a grande oportunidade de não ter que realizar nenhuma despesa, mas isso não é totalmente verdade. Ainda que existam aquelas que garantem a cobertura completa dos custos — conhecidas como integrais — a maioria delas são parciais e determinadas a partir de regras que podem mudar de acordo com o seu desempenho.

Nesse sentido, qualquer desconto ou vantagem concedido ao aluno já é caracterizado como um auxílio de custo. Por isso, o planejamento financeiro é fundamental para garantir a sua estabilidade em outro país, além de organizar os outros gastos necessários para concretizar a sua viagem, como a compra das passagens e a emissão de determinados documentos.

4. Amplie suas oportunidades

Não é nenhum mistério que as bolsas de estudo são excelentes alternativas para realizar um período de intercâmbio, já que são capazes de aprimorar a mistura de nacionalidades na instituição de ensino e promover o conhecimento global a todos os alunos.

No entanto, não podemos deixar de falar que existem outras possibilidades acessíveis de investir em experiências no exterior e conquistar um currículo de sucesso. A seguir, explicamos dois tipos diferentes de programas que estão em alta no mundo. Confira!

Au pair

Se você gosta de crianças e sabe cuidar delas, o intercâmbio au pair é uma excelente forma de ter uma experiência fora do país e conquistar um currículo de excelência. Esse programa nada mais é do que um trabalho de babá remunerado, sendo que a sua principal função é cuidar dos filhos da família que receberá você.

Nesse sentido, é necessário dar banho e brincar com as crianças, assim como cozinhar, organizar e limpar o ambiente que elas circulam. Para isso, você pode morar na casa da família escolhida e recebe uma bolsa auxílio para estudar e para sustentar os gastos externos, como lazer e transporte.

Trabalho

Trabalhar no exterior exige cuidado e atenção para não desenvolver atividades irregulares perante a lei. Atualmente, existem muitos programas que fornecem a possibilidade de realizar um período de atividades remuneradas em outro país.

5. Descubra os países com baixo custo de vida

Para concluir a nossa lista de dicas para conquistar ótimas oportunidades fora do país, separamos uma atitude importante que faz toda a diferença para ter uma boa experiência de intercâmbio: encontrar os lugares que apresentam um baixo custo de vida.

Normalmente, esses países oferecem ótimas oportunidades para estudantes estrangeiros, além de potencializarem suas chances de conseguir se sustentar com uma bolsa abaixo da média. Um dos maiores exemplos é Portugal, que garante boa qualidade de vida alinhado às economias mensais.

Via de regra, países com um custo menor de vida não oferecem grandes bolsas, principalmente na Europa. Assim, é comum que você consiga um auxilio parcial, ou seja, não é necessário investir nos gastos estudantis, mas uma parcela das despesas mensais com alimentação, transporte e aluguel é de responsabilidade do aluno.

Com este conteúdo, você pôde conhecer as melhores formas de conseguir bolsas de estudo no exterior com eficiência. Lembre-se de seguir todas as nossas dicas, analisando o seu rendimento acadêmico, conhecendo as vagas disponíveis, ficando de olho nos prazos de inscrição e descobrindo os diferentes tipos de auxílio que existem ao redor do mundo!

E então, as nossas dicas foram úteis? Se você deseja ficar por dentro das novidades do mundo dos intercâmbios, assine a nossa newsletter para não perder nenhuma atualização!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado

Comece a escrever e aperte enter para buscar